Quantas vezes você se perguntou como será o dia de amanhã?
Quantas vezes se perguntou se valerá a pena?
Os carros mais seguros e as saúdes mais frágeis.
Até onde irá caminhar a tecnologia?
O que de nós se manterá intacto?
Ao futuro frio, programado e artificial?
Como uma ampulheta, minuto a minuto, 
contando grão em grão de areia,
o quão pouco ainda somos humanos.

Ninguém mais houve o leve som da areia que cai sobre o vidro.
E assim a vida se faz verdade.
Quanto menos areia de um lado, mais do outro.
O mau e o bem não existem em exatas proporções.

Assim como na ampulheta,
a cada vez que um lado se esvazia, o outro se preenche.
Só um dos lados pode receber grãos de areia de cada vez.

Em cada ato de nossas vidas, nossa ampulheta gira, 
gira e troca sua posição.
Você é um só ser de cada vez
Eternamente esvaziando ou preenchendo,
Seu lado bom ou seu lado ruim.

Acredite: Fazer o bem não é combater o mal, mas transforma-lo.
A mesma areia que preenche nossos sentimentos de ódio,
será a mesma que preencherá nossos corações de amor.
E nessa troca infinita de medidas,
confudimos qual de nossos lados possui mais areia.

Para isso, olhe mais para dentro de você
Saiba agir no momento certo e cuide para nunca deixar
os grãos do bem se acabarem por completo.

Quem sabe, sua ampulheta nunca mais volte para o mesmo lugar.

Share: