Um pouco mais…

Precisamos nos comprometer.

Que mundo é este que criamos, onde a cada dia nos responsabilizamos menos pelo outro? Nos afastamos do compromisso. Buscamos a liberdade da ausência.

Alguém alguma vez já disse: ‘Os ausentes nunca tem razão’.

Em parte buscamos o nielismo do Amor Fati descrito por Nietzche. Queremos viver um amor livre de idealismo, livre de esperanças e expectativas. Ao menos do que cabe a nós nesta conta.

Hoje resolvi replantar os vasos que tenho em casa. Pensei como as plantas são um termômetro para nossas vidas. Se você não tem tempo de cuidar de plantas, certamente sua vida não está bem. Porque plantas envolvem comprometimento. Precisam ser regadas constantemente. Possuem particularidades que as fazem se desenvolver. Sol, sombra, vento, muita água, pouca água, poda.

Que trabalho… Quanto comprometimento… Preferimos aquelas plantas chamadas de ‘baixa manutenção’. Eu chamaria de plantas de esquecimento.

Quanto em comum tem nossas relações com elas. Assim como em nós, elas fazem suas reservas internas. Mas quando os sinais externos aparecem, provavelmente já morreram por dentro. Aliás, elas são as primeiras a sofrer com a desordem de sua vida, abandonadas e secas naqueles vasos que antes possuíam tanta vida.

Mas também, quem se importa? Basta trocar a terra e colocar outra no lugar. Esquecemos que o resultado será sempre o mesmo. Elas em seu ciclo de dependência e morte. E nós na estagnação que gera a falta de comprometimento.

Fomos tão longe que Saint-Exupéry perde cada dia mais sentido, quando diz: ‘Somos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos’. Não queremos o fardo eterno de responsabilidade. Preferimos a morte ao invés do cuidado. Preferimos desistir ao invés de enterrar mágoas e as regar com recomeços.

O mesmo amor que um dia floresceu dentro de ti, seca e morre. Basta esquecer.

Não percebemos que quem de fato está morrendo neste ciclo, somos nós mesmos. Sem nem ao menos passar por qualquer transformação.

Comprometa-se e você se eternizará naqueles que o cativam. Cuide com carinho do amor e você florescerá naqueles que o cultivam também.

Share: