Procura-se

Eu procuro um amor que não tenha dúvidas.
Um amor que não se iluda.
Que chegue como quem não quer nada.
Que não tenha pressa.
Mas que saiba o caminho.

Eu procuro um amor que goste de conversar.
Que ache graça dos defeitos.
Não que os tolere em balanço as qualidades.
Qualquer pessoa viveria com elas.
Ainda não encontrei quem conviva com eles.

Eu procuro um amor que goste de música.
Que fique feliz ao ouvir uma pela primeira vez.
Um amor que assista filmes esquisitos.
Que prove sorvete de sabores estranhos.
Que tenha sede do novo e inesperado.

Eu procuro um amor que goste de livros.
Que tenha um escritor preferido.
Que faça citações ao falar.
Que use analogias engraçadas.

Eu procuro um amor que tenha fé.
Mas que se questione sobre a sua relevância.
E que ainda assim, tenha fé.
Que reze diante de problemas aparentemente sem solução.

Eu procuro um amor que queira a mim.
Sem precisar dizer ou fazer que impressione.
Que se contente em estar ali.
Que fale pouco ao telefone.
Que prefira falar pessoalmente.

Eu procuro um amor que não esqueça de dizer bom dia.
Que nunca deixe de desejar boa noite.
Que resolva todas as diferenças antes de dormir.
Ou que acorde e esqueça o motivo.

Eu procuro um amor que sussurre meu nome para acordar.
E quando for o contrário, que sorria ao abrir os olhos.
Ou que diga que me ama com eles ainda fechados.
Que demore ao levantar da cama.
Que tenha preguiça até o primeiro café.

Eu procuro um amor que ouça música no volume máximo.
Que cante toda vez que vai ao chuveiro.
Que desafine nos tons mais agudos.
Que tente imitar o cantor.
Que não tenha medo de parecer ridícula.

Eu procuro um amor que tenha coragem diante da vida.
Mas que trema diante de coisas banais.
Que tenha o coração aberto.
Que confesse seus temores.
Que assuma sua fragilidade.
Que saiba pedir ajuda, desculpa e conselhos.
Ainda que não os siga.

Eu procuro um amor simples.
Que tenha o coração generoso.
Que se compadeça.
Que chore por bobagem.
Que se entregue.
Que se envolva.
Que se preocupe com o outro.

Eu procuro um amor que valorize pequenas delicadezas.
Que perceba que carinho é troca.
Que paixão não precisa ser passageira.
Que amor não se mede em palavras e protocolos.
Que saiba lidar com o tempo.
Que saiba esperar acontecer.
Que queira ir até o fim.
Ainda que seja apenas o nosso.

Share: